sexta-feira, dezembro 23, 2011

Michelle Bachelet se encontra com Dilma Rousseff e elogia políticas brasileiras de proteção social


A Presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (15/12) a Subsecretária-Geral Adjunta das Nações Unidas e Diretora Executiva da Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), Michelle Bachelet, no Palácio do Planalto, em Brasília. A liderança feminina na política internacional, o papel estratégico do Brasil no cenário econômico mundial e as possibilidades de cooperação entre Brasil e ONU para a igualdade de gênero foram temas de uma conversa reservada.

Bachelet apresentou a versão em português do relatório “Piso de proteção social para uma globalização equitativa e inclusiva”, produzido em conjunto pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela ONU Mulheres. O documento mostra que cerca de 5,1 bilhões de pessoas precisam de proteção social e que pouco mais de 15% dos desempregados no mundo recebem alguma forma de benefício-desemprego. As conclusões preliminares do relatório haviam sido apresentadas em setembro, durante reunião de ministros do Trabalho do G20, em Paris.

Em seu discurso, Bachelet citou dados globais sobre desenvolvimento, afirmando que, embora a globalização tenha apresentado oportunidades para aqueles que puderam aproveitar, deixou também um grande número de pessoas desprotegidas frente a novos desafios e transformações globais.

“1,4 bilhão de pessoas vivem na pobreza extrema, com menos de 1,25 dólares por dia. Outros 925 milhões de pessoas sofrem de fome crônica, 884 milhões de pessoas não têm acesso à água potável, enquanto 2,6 bilhões não têm acesso a saneamento básico. 796 milhões de adultos são analfabetos e cerca de 75% da população mundial ainda não tem cobertura adequada da segurança social. Isso apesar de o crescimento no mundo ter sido de 260% per capita”, disse.

Brasil dá exemplo, diz Bachelet

Bachelet afirmou que a ONU Mulheres está “confiante” com o progresso brasileiro na proteção social, apontando que sua melhoria contínua é um “exemplo inquestionável” nesta área. “O esforço e a vontade política do governo atual e de seus antecessores, incluindo o presidente Lula, para proteger as pessoas que têm menos, deu frutos, o que este relatório demonstra de forma muito eloquente. Em particular, olhamos com muito interesse o programa ‘Brasil sem Miséria’, que combina a ampliação do Bolsa Família com o acesso a programas sociais e de inclusão produtiva e socioeconômica, incluindo as políticas de emprego e microcrédito”.

Bachelet destacou que estas iniciativas brasileiras são um excelente exemplo de como é possível conseguir grandes projetos de proteção social, neste caso em benefício de 26% da população, a um custo equivalente a 0,5% do PIB.

Amanhã (16/12), a Diretora Executiva da ONU Mulheres visitará um projeto apoiado pelo Fundo de Igualdade de Gênero na comunidade do Cantagalo, zona sul do Rio de Janeiro, acompanhada pela ministra Iriny Lopes, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e pela deputada federal Benedita da Silva. Depois, falará sobre a participação das mulheres em Forças de Paz no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), na Vila Militar, na zona oeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre esse artigo:

FICA-Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental

FICA-Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental
Lançamento XII FICA, o evento acontece de 08 a 13 de Junho

Filmes Selecionados a XII Edição do FICA

Filmes Selecionados a XII Edição do FICA
The Cove documentário premiado com o "Oscar", participa da XII Edição do FICA

Willian Bonner, uma Aventura Twetteriana.

Lançamento do Livro do Professor Osmar Pires

Lançamento do Livro do Professor Osmar Pires
Professor Osmar Pires