quarta-feira, junho 09, 2010

Tem início em Goiás, a XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental.

Consolidado no calendário socioambiental e cultural dos Festivais brasileiros, o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, FICA, que acontece em Goiás todos os anos, teve sua abertura oficial no palco do Cine-Teatro São Joaquim , nos jardins do Palácio.

Realizado pelo governo do estado, o lançamento dessa XII Edição, foi conduzido pelo Governador de Goiás, Dr. Alcides Rodrigues Filho e a Primeira Dama, Srª Raquel Rodrigues, a Presidenta da Agepel, Srª Linda Monteiro e o prefeito do município de Goiás, Marcos Caiado.

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, tem em seu foco, o cinema como instrumento de mobilização e difusão das questões ambientais, ampliando e promovendo junto aos países e atores participantes um cenário que agrega inúmeras oportunidades e modalidades de discussões da temática ambiental, estimulando a reflexão por soluções racionais.

A XII Edição contou com 548 Produções inscritas em todo o mundo, sendo que dessas, 202 produções são nacionais e 346 internacionais, e ainda 38, são produções goianas.

O número de inscritos a Pré-Seleção, ficou assim subdividido: São 423 produções inscritas na Categoria Documentário; e ainda, 42 produções, em Categoria Animação; 68produções se inscreveram na Categoria Ficção, e 15 das inscritas, são Séries Televisivas.

Os formatos das produções que se apresentaram na pré-seleção, foram: 251 Curtas-Metragem; 185 Médias-Metragem; e 112 Longas- Metragem.

Essas produções totalizam a participação de 67 Países, sendo que o Brasil possui o maior número de produções inscritas, num total de 202 produções. Em seguida a França com 46; os Estados Unidos, logo atrás, com 44 produções; seguido pela Alemanha com 37inscritos; e Espanha com 20 produções ao todo.

No cenário nacional, somam a participação ao todo, de 17 Estados brasileiros na pré-seleção. O maior número de produções nacionais inscritas na XII Edição é de origem paulista, o que quebra a hegemonia goiana em praticamente todas as Edições anteriores, onde sempre manteve o recorde de produções nacionais inscritas ao Festival.

O Estado de São Paulo se apresentou com 41 produções; seguido por Goiás que inscreveu 38 produções; em seguida vem o Rio de Janeiro, com 30 produções; e Minas Gerais que inscreveu 20 produções nessa primeira seleção.

• Júri da Pré Seleção

Participaram do Júri de Pré – seleção os seguintes nomes:

Roberto Melo – (Presidente do Júri), Filósofo, Psicólogo, atuou também como Jornalista e crítico de Cinema nos Jornais, O Globo, Jornal do Brasil, Correio da Manhã, TV Globo, TV Manchete, e TV Rio.

Kim-Ir-Sen Pires Leal – Cineasta, Fotógrafo, Pós-graduado em Antropologia Visual, Diretor de Documentários premiados no 34º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no Festival ”É Tudo Verdade”, e no “VI FICA”.

Luiz Araújo – Mestre em Teoria Literária pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (Paris), Cronista do Jornal O Popular, Escritor e ex-professor da Faculdade de Letras da UFG.

Luiz Felipe Mindim – Diretor e Roteirista, Coordenador do Cineclube Cascavel, Diretor Regional do Conselho Nacional de Cineclubes, Representante da Associação Brasileira de Documentaristas – Seção Goiás.

Maria Aparecida Batista Borges dos Santos – Roteirista, Mestre em Comunicação e Semiótica, Especialista em Literatura Brasileira Contemporânea em Roteiro e Multimídia, Professora do Deptº de Letras e de Comunicação Social da PUC-Goiás

• Programação do XII Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental.

Mostra Competitiva
Mostra Infantil – FICA ANIMADO
Mostra do Cinema Brasileiro
Mesas Redondas
Palestras
Cursos
Shows


A exibição dos Filmes pré-selecionados, acontecerá de 9 a 11 de Junho, no atual Cine-Teatro São Joaquim e no Cinemão.

• Júri Oficial

Os seguintes nomes estarão compondo a mesa do Júri Oficial dessa XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, FICA, que acontece na cidade de Goiás, de 08 a 13 de Junho de 2010.

Jacques Aumont – Professor e Pesquisador da Nova Sorbonne e uma das maiores autoridades mundiais em crítica, história e teoria do cinema.
David Doubnia – Professor de Cinema da Universidade de Buenos Aires.

Inácio Araújo – Crítico de Cinema da Folha de São Paulo, blogueiro (cinema de boca em boca), escritor. Autor dos livros: “Hitchcock, o Mestre do Medo” e “Cinema, o Mundo em Movimento”. Também atuou como montador, roteirista, e assistente de direção e montagem em diversas produções.

Olgária Matos –Filósofa, Professora da Universidade Federal de São Paulo, (Unifesp), criadora e Coordenadora do Curso de Filosofia, estudiosa da Escola de Frankfurt e pós-doutorada pela Ecole des Hautes Etudes em Sciences Sociales (França).

Pedro Novaes – Diretor, Produtor, e Roteirista de Cinema e Televisão. Dirigiu cinco documentários e dois curtas de ficção. Também atuou como diretor de produção e assistente de direção na série produzida por seu pai, o Jornalista e Ambientalista Washington Novaes: “Xingu – A Terra Ameaçada”.

Fábio Scarano – Diretor-executivo da ONG – Conservação Internacional, Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, membro da Linnean Society of London, ex- coordenador de Ecologia e Meio Ambiente da CAPES/MEC.

Luís Fernandez - Cientista Ambiental, Pesquisador do Departamento de Ecologia Global do Instituto de Carnegie de Ciência (Stanford – EUA), Professor da Universidade de Stanford (EUA), Premiado com (“2009 EPA Gold Medal”), a Medalha de Ouro conferida pela Agencia de Proteção Ambiental, do governo americano, há profissionais que prestam serviços considerados excepcionais.

Lista dos Filmes selecionados para a Mostra Oficial Competitiva nessa XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, que esta acontecendo na cidade de Goiás, Vila Boa, antiga capital do Estado.


The Cove - "A Enseada",Documentário que ganhou o "OSCAR" da Categoria em 2010, um dos selecionados a XII Edição do FICA.


The Cove - "A Enseada", Trágica Cena, mostra o rio de sangue provocado pela retirada das barbatanas dos golfinhos.

Lista dos Filmes Selecionados - Longa Metragem ao XII FICA

A ENSEADA (The Cove, EUA, 2009)
Direção: Louie Psihoyos. 90 min. Documentário. Contato: andrea.scarso#theworksmediagroup.com

Sinopse: Munidos de equipamentos de filmagem com alta tecnologia, um grupo de ambientalistas, liderados pelo treinador de golfinhos Ric O’Barry, vão até uma enseada próxima de Taijii, no Japão, para mostrar o cruel abuso dos animais e uma séria ameaça para a saúde humana.

BANANAS!* (Bananas!*, Suécia, 2009)
Direção: Fradrik Gertten. 76 min. Documentário. Contato: youn#autlookfilms.com

Sinopse: A maior companhia de frutas do mundo, está em julgamento nos EUA sob a acusação de envenenar seus funcionários. Pela primeira vez na história, um pequeno escritório americano de advocacia representa os trabalhadores nicaraguenses, que alegam estar inférteis por causa das substâncias tóxicas utilizadas pela empresa em suas plantações de bananas. Será que esse pequeno escritório de advocacia terá uma chance contra o poder de uma corporação multi-bilionária? E você, irá comer bananas novamente depois de assistir este filme revelador? Um “David contra Golias”. Guerra em todos os sentidos...

EFEITO RECICLAGEM (Brasil-SP, 2009)
Direção: Sean Walsh. 93 min. Documentário. Contato: rodrigof#code7.com.br

Sinopse: Muitas vezes, marginalizado pela sociedade, o submundo da reciclagem de São Paulo - a maior metrópole do Brasil - é o pano de fundo para a história comovente de Claudinês e sua família. Efeito Reciclagem revela o dia-a-dia deste homem, pai de mais de 27 crianças, e de muitos outros que vivem da coleta de material reciclável que jogamos fora. Com esse objetivo, Claudinês percorre rotineiramente o bairro Santa Ifigênia, no centro da cidade, em sua Kombi verde limão.

QUEBRADEIRAS (Brasil-SP, 2009)
Direção: Evaldo Mocarzel. 71 min. Documentário. Contato: l_mecchi#yahoo.com

Sinopse: "Quebradeiras" é um documentário etno-poético que focaliza as tradições seculares, as estratégias de sobrevivência e a rica cultura das quebradeiras de coco de babaçu da região do Bico do Papagaio, onde os Estados do Maranhão, Tocantins e Pará se encontram.

REIDY, A CONSTRUÇÃO DA UTOPIA (Brasil- RJ, 2009)
Direção: Ana Maria Magalhães. 77 min. Documentário. Contato: novaera_arte#yahoo.com.br

Sinopse: Documentário sobre a repercussão da obra de Affonso Eduardo Reidy na atualidade e a construção da paisagem urbana do Rio de Janeiro, tema central de sua arquitetura, sob a perspectiva de uma utopia com capacidade de ação no mundo real. Sua trajetória é percorrida desde a formação moderna até a construção do Museu de Arte Moderna, Aterro e parque do Flamengo, e demonstra como o urbanismo pode contribuir para estabelecer nas cidades um modo de vida mais civilizado e de maior contato do homem com a natureza.

TAMBORO (Brasil -RJ, 2009)
Direção: Sergio Bernardes. 100 min. Documentário. Contato: pt_figueiredo#hotmail.com

Sinopse: Tamboro é um documentário que aborda as principais questões sociais e ambientais do Brasil. O desmatamento da floresta amazônica, a luta pelas terras no campo, a favelização e a criminalidade nos grandes centros urbanos são projetadas formando um panorama quase muralista de nossa civilização. Do Monte Roraima aos Aparados da Serra, o filme percorre todo o Brasil nos revelando imagens surpreendentes.

UM LUGAR AO SOL (Brasil-PE, 2009)
Direção: Gabriel Mascaro. 72 min. Documentário. Contato: highrisefilm#gmail.com

Sinopse: Um Lugar ao Sol é um documentário que reune depoimentos de moradores de luxuosas coberturas de Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O diretor conseguiu acesso aos moradores através de um curioso livro que mapeia a elite e pessoas influentes da sociedade brasileira. No livro, foram catalogados 125 donos de coberturas. Desses, apenas 9 cederam entrevista. O documentário oferece um rico debate sobre desejo, visibilidade, altura, status e poder. É um filme que reflete sobre a classe dominante brasileira e a verticalização das cidades, abordando o imaginário sócio-cultural de um grupo pouco problematizado na cinematografia nacional.

Lista dos Filmes Slecionados – Média Metragem ao XII FICA

CAÇANDO CAPIVARA (Brasil, MG, 2009)
Direção: Derli, Marilton, Fernando, João Duro, Janaína, Joanina, Juninha, Zé Ca. 57 min. Documentário. Contato: rtugny#gmail.com

Sinopse: Caçadores Tikmu un, saem com seus cães e espíritos aliados em busca da capivara. Cantos, olhares e eventos. Intensidades que se agitam sob um plano de aparente silêncio.

ENTRE MONTANHAS E MURIQUIS (Brasil-MG, 2009)
Direção: Pedro Vilela, Paulo Vilela e Leandro Santana Moreira. 54 min. Documentário. Contato: tanto#tantodesign.com.br

Sinopse: Existem mais relações entre homens e natureza que às vezes imaginamos. Este documentário traz aos espectadores a intimidade dos muriquis, um macaco brasileiro que sobrevive em poucos lugares da outrora exuberante mata atlântica. Assumindo o desafio de pesquisar e ajudar a conservar os muriquis na Serra do Brigadeiro, uma equipe de pesquisadores imergiu por mais de três anos no ambiente deste primata. Eles vivenciaram as experiências, encontros e descobertas daqueles que sobrevivem e vivem "Entre Montanhas e Muriquis".

HEAVY METAL (Hu Xiao de Jin Shu, China, 2009)
Direção: Huaqing Jin. 50 min. Documentário. Contato: 6545677#163.com

Sinopse: Mais de vinte anos atrás, os resíduos eletrônicos do Japão, EUA, Austrália e outros países, foram transportados para uma pequena cidade chamada Fengjiang. Cerca de 50 mil trabalhadores migrantes das partes atingidas pela pobreza do centro-oeste da China formaram um exercito de desmantelamento de resíduos eletronicos. Eles decompõem e reciclam, com métodos primitivos, cerca de 2 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano. O filme conta a história de famílias de trabalhadores, Zhang e Qiu-xia, para sobreviver, escutando seus gemidos e suspiros. Eles trabalham duro para realizar seus sonhos, e vivem acompanhadas da doença, até a morte.

NIMBUS (Day-Shui-Yun, Taiwan, Republic of China, 2009)
Direção: Hsinyao Huang. 36 min. Documentário. Contato: gioia.today#gmail.com

Sinopse: Kouhu, uma cidadezinha na costa oeste de Taiwan, é um lugar onde a terra desaparece e reaparece. Mais de 100 anos atrás Kouhu foi documentada como uma área de pântanos e lagoas. Gradualmente as lagoas desapareceram e as terras férteis apareceram. 20 anos atrás, no entanto, a natureza repetiu esse ciclo. Pântanos reapareceram, transformando os moradores da Kouhu em uma forma de "refugiados do clima". Nimbus explora a ecologia dos pântanos e lagoas de Kouhu e a vida das pessoas.

O ÚLTIMO KUARUP BRANCO (Brasil-SC, 2008)
Direção: Bhig Villas Bôas. 52 min. Documentário. Contato: bhig#setcom.art.br

Sinopse: “O Último Kuarup Branco” é uma viagem onírica de contato, imersa em um ambiente visual que evoca os estados alterados de consciência nos misteriosos rituais indígenas do Xingu. Percebemos, com horror, que além de destruir a nós mesmos numa espécie de insanidade coletiva, nossa civilização destrói também a esses povos ancestrais, que vivem sob um sofisticado sistema de respeito aos ciclos naturais e humanos. E recebemos uma mensagem da velha índia Ayré, da nação Ikpeng: “Não nos matem”. É como uma advertência do próprio coração humano que diz: “não esqueçam a humanidade que habita em vocês”.

UM NEGÓCIO FLORESCENTE (A Blooming Business, Holanda, 2009)
Direção: Ton van Zantvoort. 52 min 30 s. Documentário. Contato: info#tonvanzantvoort.nl

Sinopse: Um Negócio Florescente é um documentário poético de Ton van Zantvoort- sobre as pessoas no Quênia que são prisioneiras da indústria mundial das flores. Os dilemas da indústria tornam-se bem claros num mundo de opressão, abuso sexual e péssimas condições de trabalho. Há apenas uma conclusão possível: o cheiro da rosa importada não é doce, mas sim amargo. O filme combina pura observação com comentários diretos dos personagens principais. A câmera está ausente e presente ao mesmo tempo. Com grande humanidade van Zantvoort nos mostra um mundo diferente em que toda a vida humana é preciosa.

Filmes Selecionados – Curta Metragem ao XII FICA

AQUELA QUE MEDE (She Who Measures, Croácia, 2008)
Direção: Veljko Popovic. 6 min 40 s. Animação. Contato: veljko#lemonade3d.com

Sinopse: Somos verdadeiramente livres? São nossos desejos verdadeiramente nossos ou meramente produtos impostos pela sociedade em que vivemos? A pergunta que este filme faz é: somos nós escravos da cultura e da sociedade onde nascemos ou existe uma maneira de fugir?

AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS (Brasil-PE, 2009)
Direção: Camilo Cavalcante. 12 min. Documentário. Contato: auroracinema#gmail.com

Sinopse: Um registro poético do imaginário popular do Sertão, às 18 horas, quando toca na rádio a Ave Maria Sertaneja, interpretada por Luis Gonzaga.

COWBOY – OFICIAL DO MEIO AMBIENTE. (Brasil-GO, 2009)
Direção: Bruno Fiorese Fernandes. 18 min 7 s. Documentário. Contato: brunofiorese#hotmail.com

Sinopse: Aneílton Alves Ribeiro, vulgo Cowboy é uma pessoa carismática, empreendedora e dotado de uma consciência ambiental formidável. Em seus poucos 24 anos de idade já se dedicou a diversas profissões e hoje, com muita paixão, se dedica a coleta de material reciclável. Este documentário retrata a rotina pesada de trabalho de Cowboy, a qual enfrenta mantendo um ótimo senso de humor e atitude, tanto em seus afazeres, quanto em seu relacionamento com os demais companheiros da Associação de Catadores.

ESPERANÇA EM UMA MUDANÇA CLIMÁTICA (Hope In A Changing Climate, Reino Unido, 2009)
Direção: Jeremy Bristow. 28 min 50 s. Documentário. Contato: Lance#eemp.org

Sinopse: Cap and trade certamente nao é manchete pra uma vida inteira. E reduzir as emissões industriais de gases do efeito estufa pode ser a ultima novidade fundamental para estabilizar o nosso clima em mudança, no entanto não é suficiente para assegurar o nosso futuro. A mudança climática não é um desafio isolado, discreto. É, ao contrário, a relação de como o comportamento humano está alterando os ciclos fundamentais da natureza. Visto dessa forma, surgem novas soluções sobre como enfrentar o desafio da mudança climática. Há provas convincentes em todo o mundo que se entendermos a função do ecossistema, então não temos que degradá-lo.

JANGADEIROS (Reino Unido/Co-Brasil, 2009)
Direção: Adrian Cowell. 24 min. Documentário. Contato: socpenid#fiocruz.br

Sinopse: Uma historia sobre os corajosos jangadeiros de Caponga, uma aldeia de pescadores no litoral do Ceará. Eles abrem as velas e saem com as jangadas todos os dias para o alto mar, aguentando firme as ondas que varrem suas frágeis jangadas. O filme acompanha o que acontece quando uma jangada volta carregando o corpo morto de um dos membros da tripulação. Imediatamente apos o velório e o enterro, a solidariedade da aldeia cuida da família do morto, que manda seu filho de 11 anos tomar o lugar do pai na jangada, e assim a família continua a receber a mesma porção da pesca a que o pai tinha direito.

LA GRIPPE DE LAISSEZ-FAIRE (França, 2009)
Direção: Arthur Rifflet. 26 min. Documentário. Contato: arthurrifflet#yahoo.fr

Sinopse: Enquete sobre o “caso zero” da gripe A (H1N1) na aldeia da Gloria no Estado de Veracruz no México. Depois de vários anos, os habitantes do vale do Perote denunciam a contaminação dos solos, da água e do ar provocados pela criação industrial dos porcos da empresa Granjas Carroll, filial da multinacional Smithfield. Este documentário pega o contexto da “pandemia” para dar voz aos resistentes locais e denunciar a conivencia do poder com a empresa Granjas Carroll do México.

OLHAR DE JOÃO (Brasil-GO, 2010)
Direção: Mariley Carneiro. 20 min 58 s. Documentário. Contato: marileycarneiro#yahoo.com.br

Sinopse: "Pensar como a natureza pensa. Mas como é pensar como a natureza pensa, se a gente não percebe a natureza e a despreza?" Ela grita, agoniza, pede socorro, mas quem vê? O documentário Olhar de João mostra a forma singular com que o fotógrafo
João Caetano, vê as faces e formas ocultas em pedras, troncos, flores e frutos. Um alerta através da fotografia.

ORANUS (Estônia, 2009)
Direção: Girlin Bassovkaja. 17 min. Animação. Contato: nukufilm#nukufilm.ee

Sinopse: Pegue o controle remoto e pressione um botão de canal. Rapido... e sem sentido... rapido... e... sem sentido... Como um insulto a sociedade e a dignidade humana..

OS ANJOS DOS DEJETOS (Les Anges Dechets, Canadá, 2008)
Direção: Pierre M. Trudeau. 5 min. Animação. Contato: ptrud#sympatico.ca

Sinopse: Um documentário de animais sem animais. A descoberta de uma natureza feita de objetos inanimados. Uma celebração da vida em compania do lixo.

RECIFE FRIO (Brasil-PE, 2009)
Direção: Kleber Mendonça Filho. 24 min. Ficção. Contato: cinemascopiofimes#gmail.com

Sinopse: Estranha mudança climática faz Recife, na região Nordeste do Brasil, passar a ser uma cidade fria. O documentário de uma TV estrangeira examina os efeitos da mudança em toda uma cultura que sempre viveu em clima quente.

SEMEADOR URBANO (Brasil-MG, 2009)
Direção: Cardes Amâncio. 7 min 40 s. Ficção. Contato: cardes#avessofilmes.com.br

Sinopse: Uma ficção que trata da realidade das plantas que reconquistam seu espaço entre o concreto. Sempre pode-se pensar: nascem mesmo sozinhas?

SONHO DE HUMANIDADE (Brasil-GO, 2010)
Direção: Amarildo Pessoa. 14 min. Documentário. Contato: amarildopessoa#hotmail

Sinopse: A domesticação dos psitacídeos transparece o sonho antigo dos humanos de viver em harmonia com a natureza; promessa de felicidade que esconde um drama:não podemos ter um pássaro voando na mão.

VIDA SECA – SOM DE SUCATA (Brasil-GO, 2009)
Direção: Diego Mendonça. 12 min 36 s. Documentário. Contato: elisa#d5.com.br

Sinopse: Documentário musical sobre o grupo goianiense Vida Seca, que toca percussão com instrumentos musicais feitos de lixo, e as oficinas que desenvolvem, misturando músicalidade e meio ambiente.

Séries Televisivas selecionadas ao XII FICA

VOZES DO CLIMA (Brasil-RJ, 2009).
Direção: Estevão Ciavatta e Jean
Carlo Bellotti. Série televisiva. Contato: cinema#pindoramafilmes.com.br

Capítulos:

• CIDADES. (Capítulo 1) 23 minutos.

• ENERGIA E DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO. (Capítulo 4) 23 minutos.

Sinopse: Apresentada por Marcos Palmeira, a série revela o que está acontecendo no país e as maneiras pelas quais os brasileiros podem enfrentar – e já estão enfrentando – as consequências das mudanças climáticas. Filmada em alta definição, “Vozes do Clima” percorre estados como São Paulo, Ceará, Amazonas, Minas Gerais e Rio de Janeiro para comprovar que o aquecimento global é uma realidade no Brasil.

TRAZENDO VIDA AO ESPAÇO (Bringing Life to Space, Dinamarca, 2010).
Direção: Jakob Gottschau e Ojvind Hesselager. Série televisiva. Contato: jg#express-tv.dk

Capítulos:

• UM ANO TRANCADOS EM UM CONTAINER (One year locked in a Container). (Capítulo 1) 28 min 30 s.

• DOIS ANOS LACRADOS EM UMA REDOMA DE VIDRO (Two years Sealed under Glass). (Capítulo 2) 28 min 30 s.

Sinopse: Por várias décadas o homem tem se preparado para longas viagens no espaço e para povoar outros planetas. O desafio é enorme. Para garantir a sobrevivência em uma longa viagem precisamos "Trazer vida ao espaço", e os cientistas têm tentado copiar o delicado equilibrio ecologico da Terra em pequenos ciclos fechados para preparar a produção de quantidades suficientes de suprimentos vitais de água, oxigênio e alimento em uma viagem para o espaço. Esta série de documentários históricos em três partes nos leva de volta aos anos 1960 e revela imagens únicas a partir de experiências da Rússia, onde as pessoas foram confinadas por um ano em um container.

• MESAS DE CINEMA
Coordenação do Consultor de Cinema – Lisandro Nogueira

Mesa 1
A Civilização das Imagens: O que resta do Cinema?


1) Jacques Aumont - Professor e Pesquisador da Nova Sorbonne e uma das maiores autoridades mundiais em crítica, história e teoria do cinema.

2) Ismail Xavier – Teórico e Crítico de cinema, Professor da ECA-USP, Membro do Conselho Consultivo da Cinemateca Brasileira e autor de diversos livros sobre o cinema.

Mesa 2
A Canção Brasileira


1) José Miguel Wisnik – Músico, pensador, Crítico Literário, Professor de Teoria literária da USP. Se autodenomina “uspianista”, por conseguir unir Literatura e Música. É considerado um dos grandes compositores da atualidade.

Mesa 3
O Documentário Brasileiro.
1) João Moreira Salles – Documentarista Diretor de Filmes, dentre eles: “Nelson Freire, Notícias de uma guerra particular” e “Santiago”, que serão exibidos na Mostra de cinema Brasileiro do XII FICA. É também Jornalista Literário, e Editor da Revista Piauí.

• FÓRUM AMBIENTAL
MUDANÇAS AMBIENTAIS GLOBAIS: TENDÊNCIAS, CENÁRIOS E IMPACTOS


• Consultor de Meio Ambiente: Laerte Guimarães Ferreira Jr.
Mesa 1
Mudanças Climáticas e Biodiversidade


• Suzana Kahn – Presidente do Comitê Científico do Painel brasileiro de Mudanças Climáticas.

• José Alexandre Felizola Diniz Filho – Professor da UFG, Pesquisador 1ª do CNPq, um dos poucos brasileiros entre os membros da Sociedade Linneana de Londres (Fellow), e um dos mais produtivos cientistas do país em Ecologia.

Mesa 2
Mudanças Climáticas e Cerrado


• Mercedes Bustamante – Cientista, Professora do Deptº de Ecologia da UNB, Presidente do Comitê Científico da Comissão Nacional do Cerrado (ComCerrado). É uma das maiores especialistas mundiais sobre o Cerrado.

• João Campari – diretor do Programa de Conservação das Savanas Centrais da The Nature Conservancy.

Mesa 3
Mudanças Climáticas e Cidades


• Kazuo Nakano – Arquiteto, Urbanista, pós – graduado em gestão urbana e ambiental pelo Institute for Housing and Urban Development – IHS (Rotterdan, Holanda), atuou no CEBRAP, foi gerente do projeto da Secretaria Nacional de Programas Urbanos do Ministério das cidades. No Instituto Polis (SP), desenvolve pesquisas urbanas e coordena assessorias técnicas em diversas cidades brasileiras.

• Newton Moreira de Souza – Coordenador do Programa de Pesquisa e Pós-Graduação Geotécnica da UNB.

Moderador das Mesas do Fórum
• Marcel Bursztyn – Ex- presidente da CAPES, Professor da UNB, Pesquisador do centro de desenvolvimento sustentável, especialista em temas como políticas públicas e Desenvolvimento sustentável, Economia e Biodiversidade.
Cursos

• Cursos de Cinema e Meio Ambiente enriquecem temática do XII FICA
A Agepel, Agência Goiana de Cultura, estará permitindo inscrições aos cursos de cinema e meio ambiente, durante a realização da XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, FICA.

A programação do Festival, que acontece de 8 a 13 de junho, na Cidade de Goiás, traz, além das mostras de filmes, uma série de cursos de cinema e meio ambiente, que serão ministrados por renomados profissionais da área.

A exemplo das edições anteriores, os cursos do Festival, atraem um número expressivo de interessados, o que em seis dias, irão interagir com o público, em uma produtiva apreciação junto aos melhores especialistas e críticos em cinema e meio ambiente.

Ao todo, serão sete cursos em cinema e mais sete em meio ambiente, com foco em biodiversidade, legislação ambiental, meio ambiente urbano, entre outros.

A cineasta Rosa Berardo estará entre os mestres responsáveis pelos cursos, além de Manuel Ferreira, geólogo e doutor em Ciências Ambientais; Paulo de Marco, doutor em geografia humana, especialista em planejamento urbano; e Luciane Martins, doutora em Ciências Ambientais.

• Veja a lista dos cursos, áreas e mestres.

1. Cinema

• Cinema e Filosofia – Com Ricardo Musse
• Crítica de Cinema – Rubens Machado Júnior
• Cinema e Psicanálise, a invenção do espectador – João Ângelo Fantini
• Cinema e Meio Ambiente – Marcelo Lyra
• Direção em Documentário – Pedro Cezar
• O Cinema em Tarantino – Mauro Baptista
• A Mulher no cinema – Rosa Berardo


2. Meio Ambiente

• Riscos Geológicos: A ocorrência de acidentes na cidade de Goiás e no Estado – Patrícia de Araújo Romão.
• Aplicações e perspectivas do Google Earth na análise ambiental – Fanuel Nogueira Garcia.
• Planejamento Urbano – João Baptista de Deus.
• E essa tal de Biodiversidade? – Paulo De Marco Júnior.
• Legislação Ambiental: entendendo sobre Direitos e Deveres – Luciane Mascarenhas.
• Análise Socioambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Vermelho – Manuel Eduardo Ferreira e Pedro Vieira.
• Manejo Sustentável de Espécies Nativas do Cerrado: Frutíferas e Medicinais – Maria Luiza da Silva Oliveira.


Atrações musicais em nível nacional estarão se apresentando na XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental.

O evento realizado pelo governo do Estado, via Agência Goiana de Cultura, Agepel, consolidado como o maior Festival da América Latina, em sintonia com a temática ambiental, contempla esse cenário socioambiental, com a multiplicidade cultural.

Além das inúmeras atividades em cinema e ambiente, todos os seis dias de festival acontecem shows de artistas locais, regionais, e nesse período de realização do festival, se apresentam quatro grandes ídolos da música popular brasileira.

A cantora Paula Lima; o ídolo pop, Lulu Santos; a sambista, Alcione; e o violinista Yamandú Costa, são as quatro atrações nacionais que se apresentam na XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental – FICA.

Diversidade de Sons

Paula Lima


Cantora Paula Lima, uma das atrações nacionais do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, que se apresenta na sexta -feira no palco do Cinemão, armado no Colégio Alcides Jubé.

O melhor do samba-rock, soul, swing, funk, bossa, neobossa e muita ginga. Tudo por conta da paulista Paula Lima, cantora que largou a carreira jurídica para ingressar no mundo musical com o grupo Unidade Bop (ex-Unidade Móvel). Em 2001, lançou o primeiro CD solo, É isso aí, com elogios da crítica especializada e do público. Com o álbum, foi indicada à categoria de revelação no Prêmio Multishow e não parou mais. A partir daí vieram gravações de álbuns com importantes parceiros da música nacional e inúmeros shows pelo Brasil e exterior.

Lulu Santos


Lulu Santos, ídolo do pop nacional, se apresenta na XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental. o show de Lulu Santos, acontece no domingo na programação de encerramento dessa XII Edição. Mr.Gyn e a DJ Simone Junqueira, antecedem o ídolo pop, na Praça de Eventos do Beira Rio, a partir das 19:00 horas.

Com mais de cinco milhões de cd´s e discos vendidos em 25 anos de carreira, o artista carioca Lulu Santos, ícone do pop nacional promete um show com muito balanço. No repertório, um mix de sucessos que coroaram sua trajetória, como Um Certo Alguém, Tudo Azul, Como uma Onda e outros, além de músicas do último CD LongPlay.

Alcione


A sambista Alcione, se apresenta na XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, que acontece em Goiás. A apresentação de uma das estrelas do samba nacional vai acontecer no sábado dia 12, no palco de eventos do Beira Rio, a DJ goiana Simone Junqueira, abrirá o show de Alcione.

Carinhosamente apelidada de “marrom”, a cantora Alcione, que também é trompetista, aprendeu música com o pai, maestro de banda no Maranhão. Ao longo de sua carreira, foi premiada com dezenove discos de ouro, dois de platina e um duplo de platina. Alguns de seus maiores sucessos como Não Deixe o Samba Morrer (Edson/ Aluísio), Sufoco (Chico da Silva/ Venâncio), Garoto Maroto (Marcos Paiva/ Franco) e outros viraram hits do público que a consagrou como uma das melhores vozes do samba brasileiro.

Yamandú Costa


Yamandú Costa, um dos maiores musicistas em cenário sul-americano, é uma das atrações dessa XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental. A apresentação do astro instrumentista acontece no palco em frente a igreja do Rosário, na sexta-feira, as 18:00 horas, juntamente com a Orquestra de Câmara Goyazes.

Os vilaboenses e os turistas que estiverem na cidade de Goiás, antiga Vila Boa, durante o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Internacional, FICA, terão a oportunidade de apreciar a boa música de Yamandú Costa, virtuoso argentino radicado no Brasil, que é violonista e compositor de Jazz do Rio Grande do Sul. Aos dezessete anos apresentou-se pela primeira vez em São Paulo no Circuito Cultural Banco do Brasil, e a partir daí passou a ser reconhecido como músico revelação do violão brasileiro. Seu estilo musical passeia pelo choro, bossa nova, milonga, tango, samba e chamamé.

Artistas e Espetáculos regionais:

A relação de artistas regionais e espetáculos que estarão se apresentando durante a XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, FICA, também foram divulgadas pela Agepel, são artistas de renome em cenário goiano e regional, e ainda algumas das melhores bandas regionais que darão o tom nessa multiplicidade de eventos.

São ao todo, dezessete cantores, entre músicos e bandas que se revezarão nos seis dias de realização do festival. A comissão de seleção foi composta por Flávia Cruvinel, professora e coordenadora de Cultura da Universidade Federal de Goiás (UFG), Novato Mendes, músico e arranjador e Tânia Bastos, diretora de Ação Cultural da Agepel.

Entre os critérios de seleção estão a não participação do artista na edição anterior do Festival, que aconteceu em 2009.

Relação dos Shows e Espetáculos que estarão se apresentando na XII Edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental:

• Danilo Verano Trio
• Show Na Melodia dos Versos de Cora Coralina – Daniel de Melo e Elenízia da Mata (Cidade de Goiás)
• Som de Gafieira
• Luiz Augusto e Amauri Garcia
• Cega Machado
• Umbando
• Monster Bus
• Mugo
• Black Drawing Chalks
• João Caetano
• Nila Branco
• Marco Antonini
• Em Nome do Samba
• Espetáculo Infantil – “O Contador de Historias do Cerrado” Grupo de Arte de Fogo
• Cortejo Coró de Pau
• Mr Gyn
• Banda Pequi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre esse artigo:

FICA-Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental

FICA-Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental
Lançamento XII FICA, o evento acontece de 08 a 13 de Junho

Filmes Selecionados a XII Edição do FICA

Filmes Selecionados a XII Edição do FICA
The Cove documentário premiado com o "Oscar", participa da XII Edição do FICA

Willian Bonner, uma Aventura Twetteriana.

Lançamento do Livro do Professor Osmar Pires

Lançamento do Livro do Professor Osmar Pires
Professor Osmar Pires